04/02/2021

Desenvolvimento Social de Monteiro realiza Semana de Prevenção da Gravidez na Adolescência


 Através da Lei 13.798, de 3 de janeiro de 2019, foi instituída a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência, voltada à mobilização da sociedade para a reflexão sobre o tema. Neste sentido, a Prefeitura de Monteiro, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, está realizando uma programação voltada para este público.


As atividades da programação tiveram início nesta segunda-feira, 01, e acontecem até sexta-feira, 05, de forma remota nos Serviços de Convivência. Dentre as ações realizadas, a prefeitura está fazendo visitas institucionais para identificar e traçar o perfil das adolescentes.


O objeto é ter mais informações para planejar ações mais eficazes na prevenção à gravidez. Também estão sendo distribuídos cards informativos sobre o tema ‘Semana Municipal de Prevenção da Gravidez na Adolescência’.


“Temos tido uma preocupação com nossas crianças e adolescentes. Este é um trabalho diário realizado pela nossa equipe do Desenvolvimento Social, CRAS e CREAS. Contamos também com o apoio do Conselho Tutelar que fecha o círculo de cuidado. Esta semana é de suma importância para que possamos auxiliar nossas crianças e adolescentes neste sentido. A cada dia, temos mais dados sobre a realidade de nossas crianças e isso fortalece o trabalho e garante o melhor para todas elas”, comentou a prefeita Anna Lorena.


Gravidez na Adolescência


A gravidez na adolescência é apontada pelos profissionais de saúde, educação e áreas sociais como um problema que aumenta com a diminuição da idade. A gravidez precoce induz a um ciclo vicioso de pobreza e baixa escolaridade.


No Brasil, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Lei 8.069, de 1990, considera criança a pessoa até 12 anos de idade incompletos e define a adolescência como a faixa etária de 12 a 18 anos de idade (artigo 2o), e, em casos excepcionais e quando disposto na lei, o estatuto é aplicável até os 21 anos de idade


A adolescência é uma fase de mudanças rápidas e profundas no ciclo de vida, sendo considerada uma fase de transição entre a infância e a idade adulta. Segundo a OMS (2011,) as inúmeras transformações tanto de cunho físico como psicológico podem se revelar nas mudanças biológicas, de aprendizagem, comportamentais, de descobertas, de interação, socialização e de inúmeros processos. Nessa fase de tantas mudanças, uma gestação não planejada pode trazer complicações para o desenvolvimento futuro da pessoa, sendo de vital importância colocar essa realidade em constante discussão nas pautas de trabalho das equipes de referência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário