27/01/2021

Trabalhadores da educação na Paraíba são contra retorno das aulas presenciais e alertam que não voltam sem vacina


 Em entrevista, na tarde desta quarta-feira (27), a diretora do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Educação da Paraíba (Sintep-PB), Leônia Gomes, disse que as tentativas para impedir a retomada das aulas presenciais já estão sendo articuladas. Para ela, não há possibilidade de o ensino desconsiderar o aumento no índice de contaminação diante as mais de quatro mil mortes que o estado já registrou. 


"Estamos na luta para impedir que as aulas presenciais retornem. Estamos unificando a mobilização com diversas entidades para que as aulas só retornem após a vacinação do setor da educação", explicou. "Se o índice de contaminação das crianças é um dos mais altos, de acordo com o inquérito sorológico feito pela Secretaria de Saúde, imagine quando as aulas presenciais forem efetivadas. 


A tendência é aumentar ainda mais o ciclo de contaminação, uma vez que mesmo assintomáticas, a contaminação entre os familiares pode ser ainda maior. Então não há como retomar aulas presenciais, sem a vacinação", destacou. A sindicalista ainda revelou que diversas reuniões e plenárias estão sendo realizadas para mobilizar a categoria. "No dia 5 de fevereiro, haverá uma reunião online para mobilizar toda a rede da educação pública em prol dessa luta", disse. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário