16/01/2021

Procon-SP notifica WhatsApp por novos termos de privacidade; mudança é adiada


 O WhatsApp adiou a implementação dos novos termos de privacidade do aplicativo nesta sexta-feira (15). A mudança, que ocorreria para todos os usuários em 8 de fevereiro, agora passa a valer apenas dia 15 de maio devido às críticas do público. Na última semana, o mensageiro começou a disparar notificações sobre os novos termos de uso que preveem, entre outras coisas, o compartilhamento de dados de usuários com empresas parceiras do Facebook. A mudança chamou a atenção de instituições reguladoras de vários países, incluindo o Procon-SP, que notificou o Facebook nesta quinta-feira (14) para explicar a nova política de privacidade do WhatsApp.


As atualizações nos termos de uso do mensageiro ainda impõem obrigatoriedade em concordar com as mudanças em privacidade, caso o usuário queira continuar utilizando o WhatsApp. O Facebook é a empresa responsável pelo mensageiro desde 2014 e, de lá para cá, o CEO Mark Zuckerberg planeja a integração entre as plataformas comandadas pelo Facebook. Em nota, um porta-voz do WhatsApp diz que "está à disposição para prestar os esclarecimentos necessários ao Procon-SP".


O WhatsApp também poderá compartilhar com o Facebook informações como o "visto por último" e "online" dos status, dados sobre o tempo de uso no mensageiro e as atividades do usuário no WhatsApp, incluindo como interage com outras contas e empresas. Além disso, para que o usuário continue utilizando os serviços do mensageiro, será obrigado a concordar com as novas políticas de privacidade.


O Procon-SP quer que o Facebook explique qual a base legal capaz de fundamentar o compartilhamento dos dados entre as plataformas. O órgão também elucida que, se a base legal for a do consentimento dos usuários em concordar com a medida, ela deve ser feita de forma livre, sem a obrigatoriedade imposta nas novas políticas de privacidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário