10/01/2021

A Rede Social pode ganhar sequência mostrando lado oculto do Facebook


 Já se passou uma década desde o lançamento de A Rede Social (2010), longa dirigido por David Fincher sobre a ascensão de Mark Zuckerberg durante a criação do Facebook. A plataforma passou por algumas mudanças de lá pra cá e vêm sendo algo de diversas polêmicas sobre vazamentos de dados dos seus usuários.


O roteirista do filme, Aaron Sorkin, revelou, durante uma entrevista ao podcast Happy Sad Confused, que gostaria muito de fazer uma sequência e abordar as polêmicas recentes: O cineasta disse que só escreveria o roteiro com uma condição: A ideia é promissora, mas eu só escreveria esse roteiro se David Fincher concordar em dirigir. 


Orçado em apenas US$ 50 milhões, A Rede Social arrecadou US$ 224,9 milhões de bilheteria mundial e foi premiado com o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado. No Rotten Tomatoes, o longa acumulou incríveis 96% de aprovação, baseado em 253 críticas especializadas. Na época, o filme estrelado por Jesse Eisenberg apareceu, também, em 78 listas de melhores filmes do ano.


Confira a sinopse e o trailer:


Em uma noite de outono em 2003, o estudante de Harvard e gênio da computação Mark Zuckerberg (Jesse Eisenberg) se senta em seu computador e começa a trabalhar em um novo conceito que acaba se transformando em uma rede social global. Seis anos e 500 milhões de amigos mais tarde, Zuckerberg se torna o mais jovem bilionário da história com o sucesso de sua rede social. Mas sua ascensão sem precedentes traz complicações legais e pessoais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário