29/12/2020

Senadores sugerem prorrogar pagamento do auxílio emergencial no Brasil


 A sugestão de prorrogar o auxílio vai de encontro com o Governo Bolsonaro. O pagamento do auxílio emergencial termina nesta terça-feira, 29, e o governo federal já anunciou que não vai propor a prorrogação do benefício. O auxilio foi criado para enfrentar a crise econômica causada pelas medidas de enfrentamento à Covid-19.


Entretanto, no Senado, estão em análise propostas que determinam a concessão de novas parcelas do benefício. O senador Alessandro Vieira (Cidadania) propôs a extensão das parcelas de R$ 300 por mais três meses.


Em seu perfil no Twitter, Vieira comentou que “é preciso garantir o mínimo de estabilidade” até o programa nacional de vacinação ser colocado em prática. Na opinião dele, isso não deve acontecer antes de março. No entanto, não há nenhuma indicação de que o projeto será colocado em discussão no Congresso Nacional, até o momento.


O senador Rogerio Carvalho (PT) sugere que o valor seja elevado para R$ 600 durante o primeiro semestre de 2021, equiparando-o ao das primeiras parcelas do auxílio instituído em 2020.


O benefício, criado em abril, foi estendido até 31 de dezembro por meio da Medida Provisória (MP) nº 1000. O Auxílio Emergencial Extensão foi pago em até quatro parcelas de R$ 300 cada e, no caso das mães chefes de família monoparental, o valor é de R$ 600.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário