17/12/2020

Grupo Globo promove demissão em massa perto do Natal


 O Grupo Globo promoveu 18 demissões de uma só vez na última terça-feira (15). O veículo mais prejudicado do grupo pela decisão da alta cúpula da empresa foi o jornal O Globo, seguido de perto pelo jornal Extra e outros nomes do Rio de Janeiro e de Brasília.


Com a decisão a 10 dias do Natal, os plantões do dia 25 de dezembro e 1º de janeiro serão mais longos e com menos funcionários nas redações ou em home office, que foi a válvula de escape de revistas, jornais e emissoras em 2020.


Por causa da pandemia, muitas empresas entraram em acordo com os seus funcionários para a redução da jornada de trabalho e de salário por seis meses. O jornal, por exemplo, seguiu a iniciativa.


Mas o período passou e a estabilidade também. Na lista à qual o RD1 teve acesso, Gustavo Goulart (Rio), Bruno Calixto (RioShow), Célia Costa (Rio), Lucieni Varella (secretária), Helena Aragão (Segundo Caderno), Fátima Sá (Segundo Caderno) e Jorge William (fotografia BSB) estão entre os demitidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário