08/04/2020

Após nove anos, açude do Congo volta a sangrar

O açude Cordeiro, no município do Congo, começou sangrar nesta quarta-feira (08), após nove anos. O manancial é o maior reservatório da região do Cariri paraibano.
De acordo com dados da AESA, o açude tem capacidade para 70.084.076 de metros cúbicos de água, e é o responsável pelo abastecimento de água de várias cidades do Cariri, através do Sistema Adutor do Congo.
Além do açude Cordeiro, os açudes de Poções, Pocinhos e São José em Monteiro, e Santo Antônio, em São Sebastião do Umbuzeiro, estão sangrando.

O açude de Camalaú, segundo maior reservatório do Cariri, está com 93,13% de capacidade.