20/03/2020

Governador João Azevêdo autoriza o uso da “força policial” para manter o isolamento social contra o coronavírus; entenda

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, contou na manhã desta sexta-feira (20), que o governador da Paraíba, João Azevêdo, decidiu autorizar as forças policiais do estado para determinar o isolamento social da população para seguir o plano de prevenção do espalhamento do coronavírus.

De acordo com Geraldo Medeiros, a decisão foi tomada após reunião com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), procuradores dos dois municípios e do estado, além de integrantes do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público da Paraíba (MPPB).

“A reunião foi feita justamente no sentido de analisar as medidas que podem ser adotadas, para promover a restrição de pessoas, fazer uma contenção social, objetivando controlar a circulação do vírus no nosso estado e consequentemente limitando o número de casos”, contou o secretário.

Ainda segundo Geraldo Medeiros, outro ponto que ficou definido na reunião, é a formação de uma barreira sanitária na Paraíba, tanto para quem vem de outros estados, quanto para quem vem do exterior, com o aferimento de temperatura corporal. A fiscalização vai ser feita em rodovias e aeroportos da Paraíba.

“Caso a pessoa apresente algum dos sintomas, será encaminhada imediatamente para o isolamento domiciliar de pelo menos 14 dias. Essa barreira sanitária será feita tanto pelos técnicos da Secretaria de Saúde, da Anvisa, quanto do apoio da Polícia Rodoviária Federal e polícias do estado”, adiantou o secretário.

As medidas foram definidas após um consenso dos gestores de que a população paraibana ainda não se deu conta para a gravidade do cenário da pandemia do coronavírus. Segundo Geraldo Medeiros, as determinações do governo estadual são para forçar o isolamento social, tendo em vista que o fluxo de pessoas nas ruas e nos estabelecimentos segue gerando preocupação às autoridades.