03/05/2019

Universidades públicas devem parar no próximo dia 15 contra governo Bolsonaro

Entidades ligadas a estudantes, professores e servidores das universidades públicas estão preparando uma grande mobilização para o próximo dia 15 de maio contra o desmonte promovido por Jair Bolsonaro e o ministro da Educação, Abraham Weintrab, nas instituições de ensino superior. As informações são de Isaías Dalle, da Fundação Perseu Abramo.
No próximo dia 9 haverá assembleias em campi espalhados pelo país que, segundo lideranças, vão dar os toques finais para encaminhar a paralisação. Os preparativos já vêm acontecendo há pelo menos dois meses, na forma de debates, aulas públicas, reuniões e assembleias locais, desde que o governo federal começou a acenar com perseguição a professores e alunos e promessas de extinção de cursos. Ameaças que se concretizam a partir de cortes, já anunciados oficialmente, no repasse de verbas para universidades e programas de pesquisas.
“É uma greve só da educação, por enquanto”, aposta Matias Cardomingo, coordenador-geral da Associação dos Pós-Graduandos da USP. 
A UNE (União Nacional dos Estudantes) afirma estar rodando todo o Brasil para ajudar na organização da greve, e que o movimento está maduro. A presidente da entidade, Marianna Dias, vê paralelo entre a greve e uma aula para o presidente.

  ©Flaviano Torres - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo