23/09/2018

Trabalhador de campanha deve ter contrato, protetor solar e alimento

O Ministério Público do Trabalho está a orientando os partidos e coligações para que não utilize mão de obra precária nas campanhas eleitorais.
De acordo com a procuradora regional do Trabalho, Edilene Lins, é preciso que sejam feitos contratos formalizados com essas pessoas e que sejam fornecidos materiais de proteção individual como chapéus, protetores solares, alimentação e água.
“Existe um termo de ajuste de conduta firmado para oferecer a esse pessoal as condições mais dignas de trabalho”, afirmou.
A procuradora disse ainda que o MPT  esteja atento a qualquer utilização do trabalho infantil nas campanhas eleitorais, e recentemente, encaminhou a 25 partidos uma determinação orientando para a ilegalidade da prática.
“Advertimos os partidos políticos que eles não podem se utilizar dessa prática e, portanto, seus candidatos devem ser advertidos porque se for constatada a prática de menor de 18 anos trabalhando em campanhas políticas o candidato será responsabilizado, chamado ao MPT e instaurado um inquérito civil contra ele”, afirmou.
Para ela, qualquer denúncia pode ser feita direto no site o MPT,  pelo telefone: 36123100 e diretamente pela própria sociedade.

TV Flaviano Torres

Enquetes

O que você acha do governo de Anna Lorena?
Ótimo
Médio
Razoável
Péssimo
Ruim
Votar
resultado parcial...

Mural de recados

  ©Flaviano Torres - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo